Commotech

COMMODITIES E A NOVA ERA DE PROSPERIDADE BRASILEIRA

Carro chefe da economia nacional, as commodities tendem a oportunizar um Brasil rico, por um longo período.

A retomada das atividades mundial terá grande repercussão sobre a economia brasileira. E isso já pode ser sentido frente aos resultados do último trimestre de 2.020, e, agora, diante dos resultados do primeiro trimestre de 2.021, divulgados pelo Ministério da Economia.

Este crescimento se deve a expectativa de uma nova década acensão econômica ao Brasil, já sensível à nossa economia. E o motivo deste bom momento é um cenário mundial disposto a retomada do patamar de mercado de antes pandemia sanitária. O exemplo claro é a China que buscou estocar alimentos durante a covid 19 e que, agora, já retorna às atividades industriais e econômicas na medida em que obtém o controle da crise sanitária local.

E, esta recuperação gradual dos meios de produção, o alcance aos níveis de estocagem dos produtos em escala global atrelados às altas demandas deverá influenciar nos vantajosos preços sobre as commodities das grandes economias, como os EUA, e das economias emergentes, como o Brasil.

Ainda que esta expectativa seja vista com maior otimismo sobre metais e petróleo, é fato que todos os setores das commodities nacionais sentirão este reflexo positivo. A diferença é que os metais e o petróleo, como carros chefes do mercado exportações brasileiro, são perspectivas de um futuro não muito distante, enquanto que a soja, milho, trigo, café, cana-de-açúcar, por exemplo, já são realidades de um mercado global em ascensão imediata.

18/05/2021 Rafael Tobias Ribeiro – COO na COMMOTECH MARKETPLACE
×